Nas últimas décadas, o ritmo acelerado das atividades e a complexidade das ações gerenciais têm intensificado o fluxo de informações nas empresas, gerando um enorme desafio no momento das tomadas de decisão.

A tecnologia da informação (TI) tornou-se um instrumento essencial para a integração, ao subsidiar os elementos básicos para a melhoria da competitividade e dar suporte ao processo decisório.

E caso os processos de negócio não sejam integrados a essa solução, a empresa se tornará mais suscetível à atuação dos concorrentes, já que a alocação de recursos e sua utilização não foram feitas de maneira adequada. E então, quer ver como ganhar vantagens competitivas a partir da integração dos processos de negócio com a TI?

Mas afinal, qual a importância da TI na integração dos processos de negócio?

A concorrência, que anos atrás era bastante limitada, passa a ser global, com as organizações utilizando tecnologias para integração dos processos de negócio e atender com eficiência e rapidez as demandas dos clientes. Nesse contexto, os empresários se veem obrigados a estar em constante aprimoramento para manter sua posição no mercado e, se possível, elevá-la, com o consequente reflexo no faturamento e na lucratividade. Contudo, nem sempre eles conseguem ver a competitividade como parte dos processos, e somente se dão conta disso quando empregam esforços para manter uma estrutura que não gera mais resultados positivos. Isso causa descontentamento e principalmente prejuízos financeiros que afetam diretamente o ambiente organizacional.

Diante desse contexto, torna-se necessária a adoção da tecnologia da informação para que haja um controle do fluxo de atividades básicas da empresa, bem como para a administração da continuidade das tarefas cotidianas, gestão das tomadas de decisão pelos gestores e realização do planejamento estratégico das próximas ações diante do ambiente externo. Além disso, as informações geradas pelo Sistema de Informação Gerencial (SIG) podem ajudar a empresa a desenvolver novos produtos a partir de necessidades do mercado, indicar investimentos viáveis, apontar o melhor caminho para a redução dos custos e até mesmo aumentar a sua participação em determinados nichos.

Que benefícios essa integração gera para o negócio?

Já é sabido que existem vários sistemas que são responsáveis pela integração dos processos de negócio em uma empresa, estando eles localizados em qualquer nível organizacional. O recomendável é que haja uma comunicação entre eles através de um sistema tecnológico. Essa integração é extremamente necessária, pois garante o funcionamento efetivo das atividades empresariais e possibilita a troca de informações completas e precisas entre os setores e colaboradores envolvidos na organização. Além disso, ela facilita o controle das atividades, minimiza a divergência de informações, aumenta a confiabilidade dos dados gerados em cada atividade realizada e integra todos os departamentos do negócio, de forma a agilizar os processos.

Como isso auxilia os gestores nos processos decisórios?

No ambiente organizacional, o gestor toma inúmeras decisões constantemente, cujas consequências variam de acordo com o impacto causado sobre seus objetivos. Porém, nem sempre o profissional está preparado para esse processo, e ele acaba tomando decisões que, ao invés de beneficiar a empresa, acabam a prejudicando. A TI, quando integrada aos processos de negócio, produz o conhecimento através da obtenção de informações, para que as atitudes tomadas pelos responsáveis sejam realmente fundamentadas e baseadas em dados que estejam voltados ao crescimento organizacional, propiciando uma maior probabilidade de acerto.

Você já integrou a tecnologia da informação aos seus processos organizacionais? Que benefícios ela gerou? Conte para a gente nos comentários!

Comece a aprender antes mesmo do curso começar, com os e-books gratuitos sobre gestão de TI do blog Mercado em Foco! São 4 títulos!