De tempos em tempos a tecnologia dá saltos incríveis, e a cada salto de inovação somos surpreendidos com novos equipamentos que facilitam os processos do dia a dia. Contrariando o que grande maioria das pessoas pensa, a lavoura não é mais um lugar parado no tempo, onde tudo parece caseiro e manual, muito pelo contrário.

Hoje nós podemos encontrar propriedades rurais altamente informatizadas, contando com inúmeros equipamentos, sensores e dispositivos que proporcionam soluções como:

  • Georreferenciamento;
  • Informações sobre a uniformidade do cultivar;
  • Níveis de adubação e aplicação de defensivos ;
  • Automatização da irrigação;
  • Big data capaz de cruzar informações em busca de soluções específicas;
  • Condições climáticas e níveis de umidade do ar.

Se até então esses dispositivos já representam um potencial operacional a mais ao produtor, possibilitando a sua imersão na agricultura de precisão, agora com a chegada dos drones tudo se tornará ainda mais fácil, garantindo uma expansão dessa modalidade de agricultura por todo o país de forma muito mais abrangente.

O que são drones

O drone é qualquer tipo de aeronave que dispensa a utilização de pilotos embarcados, pode ser controlado a distancia por comandos de pessoas ou mesmo possuir controladores lógicos que guiam a aeronave.

Foi idealizado para fins militares para ser inserido em missões de reconhecimento que apresentassem um alto grau de periculosidade para as tropas americanas, seja de cavalaria, infantaria ou artilharia. No âmbito militar a eficiência dos drones é no mínimo antagônica, já que estes dispositivos recebem méritos por salvar diversas vidas, como também por eliminar centenas delas em ataques não tripulados. Mas é na área de atuação civil onde o aproveitamento do drone chega ao seu extremo.

Na agricultura seu uso está em franca expansão, sendo utilizado atualmente para mapear áreas de cultivos, facilitar a fiscalização e identificar zonas de cultivares não uniformizadas.

Diversas pesquisas estão sendo realizadas para permitir que os drones sejam melhores aproveitados no âmbito da agricultura e pesquisadores apontam que em pouco tempo será possível acoplar outros dispositivos aos drones, possibilitando que estes realizem aplicações de inseticidas, ou mesmo recolham amostras por conta própria. Há ainda um estudo que visa automatizar todo esse processo, o que seria um ganho ainda maior para a agricultura de precisão, que poderá cortar gastos com aviões de pulverização e sistemas de georreferenciamento de terceiros, que costumam ser bastante onerosos para a empresa agrícola.

A inserção de drones na agricultura veio para consolidar ainda mais as práticas da agricultura de precisão, seu uso certamente facilitará e barateará os processos de produção.

Gostou do artigo? Quais experiências com softwares e agricultura de precisão você tem para nos contar? Deixe seu recado nos comentários.

E-books gratuitos sobre agronegócio disponíveis para download gratuito!