A revolução digital chega com grandes oportunidades e uma das profissões beneficiadas com a era digital é o desenvolvedor freelancer.

Estamos em um tempo de grandes mudanças. A revolução digital chega quebrando vários paradigmas e convergindo para novos conceitos em relação a comportamento, relações de consumo e mercado de trabalho. Hoje, por exemplo, o sucesso profissional precisa estar associado com a qualidade de vida e não apenas ao dinheiro ou a cargos de alto escalão.

A internet e os dispositivos móveis se transformaram em ferramentas essenciais, aperfeiçoando ainda mais a forma como trabalhamos. Com o trabalho remoto, podemos viajar pelo mundo. E uma das profissões que mais se beneficia com essa transformação digital é a do desenvolvedor freelancer!

O desenvolvedor freelancer está conectado ao mundo

Estamos cada vez mais digitais e, por isso, profissionais ligados ao desenvolvimento de softwares estão conectados a empresas em todo mundo. Nunca o profissional freelancer foi tão requisitado pelas organizações em diferentes países.

O desenvolvedor freelancer, quando bem capacitado e com boa fluência em inglês, tem o potencial de trabalhar em grandes projetos de tecnologia. É um mercado em expansão e com grande demanda para bons profissionais.

Atualmente, o mercado de Tecnologia da Informação (TI) tem projetos que envolvem diferentes perfis de profissionais: são especialistas em back end, front end, full stack, desenvolvedores web e mobile, entre muitos outros. Para um desenvolvedor freelancer, o leque de opções é grande e cheio de oportunidades.

Esse é o momento para quem busca uma oportunidade! Não existe crise para o desenvolvedor freelancer: basta dar os primeiros passos para ingressar na carreira.

A graduação é o primeiro passo para se tornar um desenvolvedor freelancer

Apesar de ser uma profissão com características bem técnicas, a graduação torna-se um diferencial competitivo na hora de buscar um desenvolvedor freelancer em um mercado tão competitivo.

Um curso superior nas áreas relacionadas ao desenvolvimento de softwares vai muito além da teoria: traz a vivência e apresenta, por meio de casos práticos, a realidade do mercado. Por isso a importância de ter como primeiro passo na carreira de desenvolvedor freelancer a graduação.

A formação é levada em conta durante a análise do portfólio de um desenvolvedor. O curso superior demonstra ao contratante que o profissional freelancer tem uma base sólida dentro do ciclo de desenvolvimento de software.

Após filtrar por profissionais capacitados é que vem a hora de verificar a experiência.

A experiência consolida a formação de um desenvolvedor freelancer

No passo seguinte pela busca do desenvolvedor freelancer, chega a hora de verificar as experiências profissionais. Nessa etapa são observados não só o número de projetos dos quais o profissional participou, mas de que forma foi a participação e os resultados alcançados ao final deles.

Para quem está começando e não possui um portfólio com muitos projetos a graduação pode ajudar. Durante o período de formação, os alunos desenvolvem projetos acadêmicos que podem ser utilizados como histórico profissional. Hoje, é comum muitos alunos de graduação desenvolverem projetos para empresas durante o período de estágio ou em empresas juniores.

Finalmente, não esqueça do inglês! Se você pretende buscar trabalhos como desenvolvedor freelancer em outros países, esse será o idioma universal em todos os continentes.

Aproveite a oportunidade. O mercado deve continuar aquecido durante muito tempo, em consequência da era digital em que estamos vivendo. Muitos desenvolvedores freelancers vivem muito bem, com experiências incríveis pelo mundo. Acredite: trabalho não falta para quem tem boa formação, experiência e inglês avançado. Esse é o perfil de sucesso para o desenvolvedor freelancer.

Você tem o perfil adequado para ser um desenvolvedor freelancer que pode viajar pelo mundo? Aproveite os comentários e compartilhe suas experiências!

Que tal conhecer nossos cursos de graduação a distância?