Serviços penais é uma carreira na qual os profissionais são instruídos a desenvolver competências e habilidades e se tornar aptos a gerir os serviços penitenciários. Dotado de conhecimentos teóricos e práticos, quem ingressa nessa profissão estuda para garantir a segurança, disciplina, saúde e qualidade de vida dos presos.

O profissional também trabalha junto à reinserção social e programa políticas públicas que minimizem as consequências do confinamento.

Em linhas mais gerais, ao concluir os estudos em Serviços Penais, o profissional adquire conhecimentos em relação à legislação da execução penal e sobre o sistema penitenciário, aplicação das penas e medidas alternativas, além de desenvolver os serviços para as assistências de presos, tanto os internados quanto os que acabam de ingressar.

Em sua essência mais nobre, a carreira de Serviços Penais ajuda a desenvolver competências que garantam o respeito aos Direitos Humanos.

O perfil para trabalhar em estabelecimentos prisionais

Como falamos anteriormente, a profissão requer liderança, estímulo, orientação, condução e delegação de poderes. Ainda exige iniciativa, criatividade, postura na busca dessas soluções ou ações para melhoria contínua do sistema penitenciário.

O profissional que opta por essa carreira necessita ter uma postura ética que assegure o respeito aos valores da vida digna para todos os envolvidos no sistema prisional. Ainda requer o gerenciamento de pessoas e recursos para melhorar a vida dos internos, com foco no intenso trabalho de reinserção dos presos na sociedade. Além de tudo que foi listado, está entre as suas atribuições avaliar a rotina penitenciária, assim como todas as suas particularidades e riscos, e selecionar as soluções consideradas adequadas.

Por isso, que dentro da carreira de Serviços Penais existe um amplo leque de cargos de especialização, que visa complementar a formação, como enfermagem, pedagogia, farmácia, psicologia, serviço social ou terapia ocupacional.

Quanto ganha o profissional de Serviços Penais?

O maior foco de alguém que segue a carreira de Serviços Penais deve ser os concursos públicos. Além da estabilidade, normalmente, os salários nesse setor são melhores.

Alguns editais publicados apresentam salário de um profissional de Serviços Penais a partir de R$3 mil acrescido de algumas bonificações, como a Gratificação de Desempenho das Atividades de Assistência Especializada ao Departamento Penitenciário Nacional do Ministério da Justiça, de mais R$1 mil, e aproximadamente R$ 400 de auxílio alimentação. No total, o salário gira em torno de R$ 5,2 mil para uma jornada de 40 horas semanais.

Para participar de editais para concursos públicos, é necessário possuir um diploma registrado referente à conclusão do curso de graduação de nível superior em uma instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Por isso, sempre que procurar opções para investir nessa carreira, procure referências conhecidas no mercado e pesquise sobre a idoneidade das instituições de ensino.

Esperamos que esse post tenha lhe ajudado a entender um pouco mais sobre a carreira de Serviços Penais.

Caso tenha interesse em adquirir uma formação de nível superior nessa área conheça o nosso curso de graduação a distância em Segurança Pública.