biossegurança é essencial para a proteção da vida humana e do meio ambiente. Esta é uma área que ajuda a diminuir os riscos de contaminação, tanto de pessoas quando dos recursos naturais.

Você sabe como a biossegurança está relacionada à gestão ambiental? Ambas têm como objetivo a preservação da biosfera e a garantia da qualidade de vida.

Biossegurança e gestão ambiental na área da saúde

A biossegurança está relacionada às ações que devem ser tomadas – especialmente por pessoas que atuam na área da saúde – para proteger a vida tanto dos pacientes quanto dos profissionais. São procedimentos essenciais para prevenir infecções e contaminações. Entre os cuidados que devem ser tomados cotidianamente, está a correta esterilização dos instrumentos utilizados. A assepsia, a desinfecção e a descontaminação são alguns dos procedimentos que ajudam a eliminar os micro-organismos patogênicos do local.

Além dos lugares relacionados à área da saúde, como os hospitais, outras também devem estar atentas à biossegurança, como as empresas que lidam com tecnologia e com a manipulação de elementos químicos. Podemos citar como exemplo as indústrias, as universidades e os laboratórios. Biossegurança e gestão ambiental devem ser uma preocupação constante, para que a proteção da vida humana e do meio ambiente estejam garantidas.

Impactos da biossegurança no meio ambiente

A correta higienização das mãos, a esterilização das ferramentas de trabalho e o uso de máscaras e luvas são alguns exemplos de procedimentos que ajudam a proteger e a evitar contaminações, mas a biossegurança vai muito além disso. Também é preciso garantir a preservação do meio ambiente. Para isso, órgãos como a Anvisa estão atentos aos cuidados tomados pelas empresas que lidam com a manipulação de materiais biológicos e de organismos geneticamente modificados.

Para que estas substâncias não prejudiquem o meio ambiente, contaminando rios e matas, é extremamente necessário que o seu descarte seja bem planejado. Resíduos tóxicos e químicos devem ser descartados de maneira consciente e segura. Nesse contexto, a biossegurança e gestão ambiental se relacionam na medida em que os gestores é que atuam no controle e no planejamento da segurança do meio ambiente.

O papel do gestor ambiental

O gestor ambiental é um profissional apto a planejar e desenvolver a sustentabilidade, a melhorar a qualidade de vida e a manter a segurança da biosfera. Portanto, tem conhecimento para planejar a gestão de resíduos em indústrias, órgãos governamentais, empresas privadas e centros de pesquisas. Muitos destes locais atuam com a manipulação de produtos tóxicos, que podem contaminar o meio ambiente. A contribuição do gestor está em ações como o desenvolvimento de um plano de descarte consciente dos resíduos químicos.

Os recursos naturais, já escassos, devem ser protegidos. Um exemplo são os rios e lagoas: infelizmente, não são poucos os casos de empresas que descartam suas substâncias prejudiciais nesses locais. O descarte consciente e planejado de resíduos – como plásticos, agrotóxicos, metais pesados e petróleo – é a melhor maneira de evitar danos irreversíveis e promover a biossegurança.

O que você acha de atuar em uma área que ajuda a preservar o meio ambiente? Acesse a página do nosso curso adistância de Gestão Ambiental da Unisul e saiba como se tornar um profissional que contribui para a sustentabilidade do planeta!

Comece a aprender antes mesmo do curso começar, com os e-books gratuitos sobre gestão Ambiental do blog Mercado em Foco!