Para ser eficaz e alcançar os resultados esperados com a gestão de logística é preciso entender no que consiste essa função.

Por ser uma atividade primordial na maioria das empresas, a logística demanda uma administração coesa e, ao mesmo tempo, abrangente. Muitas pessoas a associam apenas com armazenamento e transporte de mercadorias, o que não condiz com a realidade.

Para entender mais sobre o assunto, discutiremos os pontos mais importantes de uma gestão de logística: conceito, importância e benefícios. Acompanhe!

O conceito da gestão de logística

A própria palavra “logística” já mostra que a atividade é mais ampla do que muitos podem imaginar. Ela significa “organização” ou “contabilidade” e remete ao francês logistique, que faz referência à arte de planejar e desenvolver vários projetos.

A ligação da logística com a movimentação de itens vem das guerras, quando militares planejavam e desenvolviam projetos para armazenar e distribuir materiais importantes (roupas, armas, alimentos, etc).

Por sua vez, a gestão é, basicamente, a administração do fluxo logístico de uma organização. Ou seja, todos os processos que estão relacionados com produção, compra, armazenamento e distribuição de produtos.

A importância

A importância é clara quando entendemos que a gestão de logística engloba algumas das atividades mais onerosas para uma empresa. Sim, produzir (ou buscar matéria-prima), armazenar e distribuir materiais são processos lentos e custosos!

É aí que a presença de um profissional qualificado faz toda diferença. Cada vez mais a logística se torna crucial dentro das empresas; até mesmo organizações que terceirizavam essa atividade já implantam setores internos. Sendo assim, a tendência é de crescimento.

Por outro lado, é necessário ter cautela. Com sucessivas crises econômicas, os empreendedores não podem se arriscar e o mercado exige redução de custos.

Então, o que fazer para ser produtivo sem tornar os processos onerosos? A resposta é simples: contratar profissionais que sejam capazes de administrar de forma eficaz a gestão de logística.

Eficaz, nesse caso, está diretamente ligado a aumento da produtividade, fim dos desperdícios e redução de custos.

Os benefícios

Reduzir gastos e aumentar a produtividade são as metas gerais. Porém, uma gestão de logística assertiva pode trazer vários outros benefícios para uma empresa.

Entre os principais estão:

  • maior agilidade nos processos;
  • visão mais ampla;
  • criação de projetos diferenciados.

Maior agilidade nos processos

Com um monitoramento constante, os processos, além de mais eficientes, tornam-se dinâmicos e ágeis. O resultado desse trabalho é refletido diretamente na qualidade dos produtos ou serviços.

Essa assertividade é possível, pois com a gestão de logística bem executada, as falhas rotineiras são identificadas com maior facilidade, permitindo uma correção antecipada. Assim, riscos que poderiam ocasionar grandes prejuízos são minimizados ou evitados.

Visão mais ampla

O gestor logístico é responsável por supervisionar variadas atividades e, portanto, uma visão 360° é essencial.

Em outras palavras, a gestão de logística é a garantia de que todas as fases da cadeia de suprimentos serão devidamente monitoradas.

Muitas empresas acabam tendo prejuízos porque não conseguem desenvolver por igual todos os processos logísticos. A falta ou a indefinição de um gestor está diretamente ligada a esse revés.

Com um panorama mais amplo, o gestor consegue:

  • criar estratégias mais eficientes;
  • impedir investimentos desnecessários;
  • manter um contato mais próximo com colaboradores e fornecedores.

Criação de projetos diferenciados

Quando existe um trabalho contínuo de acompanhamento é possível criar algo diferenciado. Se o gestor participa da criação de metas, supervisiona o andamento dos processos e tem acesso aos resultados obtidos, o próximo passo é repetir tudo isso, mas de forma mais personalizada e intensa.

Não tem segredo: uma gestão de logística inteligente permite o desenvolvimento de projetos direcionados para a melhoria de cada ponto fraco nos processos internos e externos do setor, otimizando a rotina dos profissionais e a experiência dos clientes.

Enfim, não há dúvidas de como a gestão de logística pode ser benéfica para uma empresa. No entanto, os resultados aparecem quando existe um conhecimento sobre os reais cumprimentos da função. Além disso, é preciso analisar a realidade e a capacidade da organização antes de dar o primeiro passo.

Gostou do post? Então que tal conhecer o nosso e-book sobre as cadeias logísticas orientadas para a sustentabilidade? Acesse aqui o material!