Gestores geralmente têm perfil mais racional e objetivo. Já empreendedores estão mais propensos a arriscar por intuição. Um profissional empreendedor é arrojado, gosta de riscos e está sempre em busca de novos desafios e da superação de obstáculos.

Quando um gestor de produção industrial consegue aliar características de ambos, as chances de sucesso e inovação dentro da empresa aumentam exponencialmente.

Um gestor empreendedor apresenta novos projetos, está aberto ao debate, sempre questionando, apresentando novas possibilidades, propondo novos métodos e adaptando aqueles que não deram certo. Esse profissional com perfil misto incomoda quem está acomodado, pois está sempre debatendo, desenvolvendo projetos e quer vê-los implantados. Certamente, um gestor empreendedor vai propor projetos rentáveis, mas muitas vezes considerados grandiosos ou até impossíveis.

Para evitar um impacto negativo na equipe, o gestor deve estabelecer funções e responsabilidades de cada membro, delegar trabalhos e manter a equipe motivada, pois acima de tudo ele é um líder. Ele se dedica ao sucesso do negócio, estabelece estratégias, busca resultados cada vez melhores e precisa orientar, alinhar expectativas da empresa com os colaboradores e deixar a equipe trabalhar com autonomia.

Sua posição demanda que se mostre disponível e aberto para debater e ouvir o que cada membro da equipe tem a dizer. Ele também precisa incentivar a pró-atividade e a criatividade, não deixando de lado sua função de tomador de decisões e controlador de riscos.

Um gestor empreendedor precisa:

  • Assumir seus erros – Assumir e explicar-se para a equipe quando errar é uma forma de mostrar aos colaboradores a importância que eles têm no processo.
  • Delegar o operacional – Para dedicar-se às decisões importantes da empresa, é preciso que descentralize o comando de algumas áreas.
  • Estabelecer um limite de informalidade – Mostrar aos colaboradores e parceiros profissionalismo, reforçando a credibilidade da marca.
  • Respeitar as diferenças – Para um bom ambiente de trabalho, respeitar as diferenças é fundamental.
  • Reter talentos – Oferecer segurança aos profissionais e valorizar seu ambiente de trabalho.
  • Saber resolver conflitos – Entender pontos de vista diferentes e ter uma postura racional, evitando reações que prejudiquem o ambiente de trabalho.
  • Treinar seus colaboradores – Mostrar como as tarefas devem ser executadas e estabelecer padrões e processos bem definidos.

E você, tem o perfil de gestor empreendedor? Ficou com alguma dúvida? Compartilhe com a gente pelos comentários. 

Boas práticas melhoram eficiência