Responsável por 23% do Produto Interno Bruto (dados de 2014), o agronegócio é destaque na economia do país. Além de colaborar com essa fatia significante do PIB, a área é responsável por aproximadamente 80% do saldo comercial externo e emprega quase 30% dos trabalhadores do país.

Com isso, fica indiscutível a sua importância e a necessidade de fortalecer a produção e comercialização dos produtos do campo. Mesmo assim, o agronegócio na economia brasileira passa por constantes desafios e precisa de profissionais qualificados e preparados para encontrar o melhor caminho a ser seguido.

Perspectivas do agronegócio

Hoje, o agronegócio ocupa quase 30% do território brasileiro e a sua produção tem tudo para aumentar, devido à inserção de novas técnicas de cultivo, melhorias do controle de pragas e adequação da produção animal a um manejo sustentável. Estas são algumas das atitudes que a tecnologia e o resultado de pesquisas trazem para nortear o caminho do produtor rural.

Dentre as técnicas que, pouco a pouco, vem sendo difundidas e têm tudo para crescer e se tornar rotina na vida do produtor rural está a Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), que possibilita a criação de gado em áreas com árvores. É a bovinocultura caminhando para a sustentabilidade.

Outro ponto que é tendência para o agronegócio é o acesso a recursos no mercado internacional. Para isso, o setor de gestão deve ser treinado e qualificado, pois só conquistará a confiança internacional a empresa que passar uma imagem sólida e eficiente. Mais uma vez, os profissionais de agronegócio são muito requisitados nesse processo.

Desafios do setor

Ultimamente, há um assunto amplamente divulgado no país: a falta de água. Mas, qual o papel do agronegócio nisso?

O consumo de água é muito alto em vários setores, como por exemplo, na irrigação de grãos, frutas e demais plantações. Há também o gasto na produção animal com higienização do ambiente, consumo e depois no abatedouro e no beneficiamento dos produtos. Com isso, o uso da água de maneira consciente é algo que precisa aplicado no setor, além de alternativas viáveis como o sistema de plantio direto que ajuda a reabastecer os lençóis freáticos ao aumentar a infiltração de água no solo.

É necessário também se adaptar às variações climáticas para não correr riscos de perder toda a plantação devido à seca, excesso de chuvas ou até geada. Outro ponto de extrema importância que precisa ser aperfeiçoado pelos profissionais do setor do agronegócio é quanto ao desperdício do que é produzido. De acordo com a FAO, aproximadamente 30% dos alimentos produzidos no mundo são desperdiçados. Grande parte deles é perdida no transporte.

Para que esse cenário mude e seja aproveitado da melhor maneira possível, a necessidade de profissionais qualificados para gerir o setor do agronegócio é necessária. Você está preparado para esse desafio? 

E-books gratuitos sobre agronegócio disponíveis para download gratuito!