A internacionalização de empresas está cada vez mais presente na vida das corporações, e este é um assunto que desperta especial interesse em pessoas que visam obter conhecimentos em comercio exterior ou que lidam diariamente com questões atreladas a negociações com outros países. Se este é o seu caso, confira neste artigo alguns aspectos da internacionalização.

Com a constante busca pelo crescimento dos negócios e a globalização tomando conta do cenário econômico, houve a necessidade de considerar a expansão das empresas para além dos limites nacionais, assim, a internacionalização surge como forma de incrementar os resultados financeiros das organizações, seja por meio da implantação de unidades ou filiais em outros países, seja por meio da exportação de produtos.

Formas de internacionalização de empresas

Ao pensar nas diversas possibilidades para internacionalizar os negócios, deve-se ponderar qual ou quais delas poderão ser mais efetivas. Abordar as diferentes maneiras de como efetuar o contato da empresa com o exterior pode ser a diferença entre ter ou não sucesso em âmbito internacional.

Se você está interessado em conhecer mais acerca da internacionalização, precisa saber que o contato da empresa com o exterior depende diretamente dos objetivos estratégicos e também dos recursos financeiros disponibilizados pela organização. Seja qual for a alternativa escolhida após uma adequada deliberação, ela trará boas vantagens para a organização, independentemente do setor em que atue.

Se decidir optar pelas exportações, saiba que o seu investimento inicial será menor e obterá vantagens fiscais. Já ao decidir implementar uma unidade/ filial da empresa em outro país, o investimento é mais audacioso já que uma unidade mais afastada da matriz demandará a manutenção de um estoque, contudo, iniciará uma longa trajetória de negociações e contatos com outros clientes, ampliando os horizontes do negócio diretamente.

Vantagens da internacionalização de empresas

1) Mercado diversificado, maior segurança

Uma das principais vantagens da internacionalização é que se diversifica o mercado, desta forma, o sucesso da organização não está vinculado unicamente às vendas internas. Ao manter um mercado diversificado, a empresa pode ficar menos apreensiva quanto às oscilações de demanda por conta da diminuição do poder de compra ou por qualquer outro motivo que atinja direta ou indiretamente as vendas, principalmente aquelas sazonais. Referente a estas, quando algo não vende bem no mercado interno por causa da sazonalidade, pode ser bem comercializado no mercado internacional.

2) Benefícios fiscais

Outro aspecto positivo da internacionalização é a redução na carga tributária. Ao optar pela exportação e internacionalização, as empresas podem compensar os custos de tributos internos com os ganhos obtidos na exportação. Muitos tributos que são cobrados dentro do território nacional não são cobrados pela exportação como Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), entre outros.

3) Melhora a imagem da marca

No que se refere à forma como os consumidores veem a marca, eles consideram que uma empresa com visibilidade e atuação internacional tem mais credibilidade, ou seja, ficam mais satisfeitos ao perceber que o produtos que eles adquirem são comprados por outras pessoas ao redor do mundo. O fato de a empresa ser conhecida no mercado internacional faz que os seus consumidores nacionais reconheçam o padrão de exportação, que pode ser bem exigente dependendo do segmento e do mercado.

Ações ao decidir pela internacionalização da empresa

Ao admitir a internacionalização da organização, o primeiro passo a ser dado é aumentar a escala de produção, visto que os produtos deverão atender os clientes nacionais e também a demanda internacional. Outra ação do ponto de vista logístico é melhorar a embalagem, reforçando-a, assim evitam-se desperdícios durante o tempo de estocagem e o transporte.

Além destas medidas de produção, é preciso regularizar a situação da empresa perante os órgãos que monitoram as exportações e entrar em contato com a Secretaria da Receita Federal para conseguir a senha do Sistema Integrado de Comércio Exterior. A documentação deverá ser cuidadosamente analisada e deve-se ter em conta que vários documentos deverão ser entregues ao importador, portanto, assessore-se.

Ficou curioso sobre como funcionam as exportações e a internacionalização de empresas? Conheça o curso de graduação em Comércio Exterior da Unisul e aprofunde-se no assunto.