O sonho de muitas pessoas é abrir o próprio negócio. Porém para aqueles que desejam trabalhar fabricando e exportando máquinas e equipamentos, é preciso muita atenção com o tipo de logística que será implantado em sua empresa. Entregar as mercadorias em perfeitas condições, sem nenhum dano causado pelo transporte e no prazo combinado, faz com que os seus clientes adquiram confiança na sua empresa.

Caso haja algum problema no transporte da mercadoria, sua empresa precisa estar preparada para resolver essa situação o mais rápido possível. Mas como ter uma boa gestão de transporte na exportação? Confira.

Qual transporte escolher?

1) Transporte marítimo

O transporte marítimo é um dos mais utilizados por ser o mais barato. Através dele é possível transportar mercadorias entre os portos no território brasileiro (navegação de cabotagem), nas hidrovias, realizando trajetos nacionais ou internacionais (navegação interior), e de portos brasileiros para outros países (navegação de longo curso).

O valor a ser pago no transporte dependerá da carga que está sendo transportada, seu peso, volume, fragilidade, valor e distância do local da saída até a entrega. Para transportar qualquer mercadoria para outro país é preciso um documento conhecido como “Bill of Lading” (Conhecimento de embarque).

2) Transporte aéreo

O transporte aéreo é utilizado para algumas mercadorias que necessitam ser entregues com mais urgência. É possível fazer transportes por companhias associadas ou não-associadas pela International Air Transport Association (IATA) e por serviços fretados. Os que escolhem transportar suas mercadorias pelos serviços associados IATA pagam uma tarifa comum, que é baseada na rota e no serviço que está sendo oferecido e o valor é fixo.

Para transportar cargas por transporte aéreo é necessário que um documento, chamado “Airway Bill – AWB”, seja assinado pelo agente e pelo exportador.

3) Transporte ferroviário

As cargas são transportadas sobre trilhos, e é mais comum usar esse transporte para conduzir cargas para os países limítrofes. Ele também é considerado mais barato.

Para transportar algum produto através das ferrovias para os países do MERCOSUL, é preciso apresentar uma Carta de Porte Internacional e Declaração de Transito aduaneiro (TIF/TODA). Para saber o valor do frete para o transporte na exportação é preciso entrar em contato com a Rede Ferroviária Federal (RFFSA).

4) Transporte Rodoviário

Ele é feito através de estradas, rodovias e ruas. É recomendável usar esse transporte quando for entregar mercadorias em lugares próximos, com médias distâncias, e quando houver alguma urgência, oferecendo agilidade e flexibilidade ao transportar essas cargas. O valor pago pelo frete depende do volume da carga.

Ficou com alguma dúvida sobre a importância da logística de transportes na gestão de importação e exportação? Escreva pra gente pelos comentários.