Descubra quem são os seus clientes, concorrentes e fornecedores, bem como o diferencial do seu negócio. Aprenda a fazer análise de mercado!

O plano de negócios é parte fundamental na organização de qualquer empresa. Nele, passamos por algumas etapas: planejamento estratégico do negócio, produtos e serviços, marketing, financeiro e análise de mercado.

Neste post, daremos foco à última etapa e ensinaremos como fazer uma análise de mercado eficaz.

Mas antes, o que é um plano de negócios?

Como o próprio nome diz, este é um documento que reúne as ideias de quem pretende abrir uma empresa de forma organizada, de acordo com as regras da boa gestão.

Acima de tudo, essa é uma ferramenta que concilia a estratégia com a realidade empresarial, pois, de tempos em tempos, o plano de negócio deve ser revisitado e atualizado. Ele é capaz de indicar se a organização caminha na direção pensada lá no início.

Ao imaginar uma empresa sem qualquer planejamento, encontra-se um empreendimento sem direção, sem rumo e, o pior, sem saber o que espera atingir; assim, as chances de sucesso são reduzidas. (BERNARDI, 2008, p. 6)

Análise de mercado: este negócio pode dar certo?

Esta, talvez, seja uma das fases mais importantes do plano de negócios. Afinal, é aqui que você descobre os seus clientes, concorrentes e fornecedores e detalha os seus produtos e serviços — descobrindo, assim, qual é o seu diferencial frente ao concorrente.

Para descobrir todas essas informações, existem muitas técnicas e métodos, mas o que se destaca é a pesquisa — seja ela feita por meio da elaboração de questionários, entrevistas e conversas com clientes potenciais ou até mesmo pela análise da concorrência.

O empresário pode contratar uma empresa especializada ou buscar por empresas juniores, conveniadas às faculdades brasileiras, por exemplo.

O importante é obter a informação e pensar sobre ela. Daí, outros panoramas serão traçados, como, por exemplo, a estratégia de marketing da marca.

Análise de gabinete x Pesquisa de mercado

Diante das especificações e limitações do seu negócio, você pode estar em dúvida sobre como realizar essa análise de mercado e quais ferramentas utilizar.

Existem duas formas de fazer isso: a análise de gabinete e a pesquisa de mercado.

A primeira é mais abrangente, pois coleta informações em canais de comunicação, como jornais, portais na internet e mídias em geral. Esse tipo de análise é útil para o estudo do concorrente e do público, mas é mais genérica.

A outra é mais trabalhosa, mas infinitamente mais detalhista, uma vez que é adaptada à sua organização. Na pesquisa de mercado, inclui-se perguntas diretas sobre o nível de serviço esperado, as expectativas sobre o negócio e mais.

Como fazer uma boa análise

Agora que você já sabe como esse processo é uma importante raiz da sua organização, fique atento à forma de execução da análise de mercado:

Conheça o seu setor

Estude o mercado, as tendências, os concorrentes e esteja pronto para oferecer serviços ou produtos que se destaquem.

Estude o seu cliente

Aprenda sobre ele: seus hábitos de consumo, sua renda mensal, como obtém informação e outros dados nesse sentido. Quanto mais compreender seu cliente, melhor você apresentará o seu produto, fidelizará o target e criará soluções que realmente façam a diferença na vida dele.

Avalie as projeções de mercado

Avalie a projeção econômica do mercado para se preparar financeiramente para os momentos de alta e de baixa, traçando estratégias adequadas que sejam uma verdadeira ode à boa gestão.

Estude o produto

Custos, logística, matéria-prima, preço do concorrente e outros. Muitas são as variáveis para definir o preço do seu produto e a melhor forma de colocá-lo no mercado.

Com isso em mente, colete dados, analise cada um deles e finalize a sua análise de mercado — a primeira etapa para um plano de negócios eficiente.

Gostou da leitura? Reúne esses conhecimentos e coloque em prática no seu dia a dia de trabalho. Acompanhe os nossos conteúdos e conheça o MBA em Gestão de Negócios — espaço adequado para potencializar sua aprendizagem e desenvolver seu networking.

Conteúdos como esse são aprofundados e ensinados por professores especializados no tema. Na certificação Empreendedorismo, por exemplo, desenvolvemos tópicos como:

  • planejamento e projetos;
  • análise de mercado;
  • a escala do projeto;
  • a teoria da localização;
  • investimentos;
  • orçamento dos custos e das receitas;
  • financiamentos;
  • avaliação do projeto.

Conheça o MBA em Gestão de Negócios da Unisul!