Compreender os modelos de gestão do conhecimento é importante para o cumprimento das estratégias de uma empresa. Saiba mais!

Vivemos na era da informação. Com apenas um clique, é possível encontrar uma infinidade de conteúdos na internet. Nesse contexto, novos modelos de gestão do conhecimento se desenvolvem e podem ser aplicados nas empresas.

O problema é que gestores e colaboradores nem sempre sabem lidar com essas situações ou entendem as maneiras como o conhecimento pode ser utilizado estrategicamente para que a empresa conquiste melhores oportunidades de negócios.

Misra, no livro Ten Guiding Priciples for Knowledge Management in Egovernment in Developing Countries, propõe três pilares para a gestão do conhecimento: as pessoas, as competências e comportamentos e os processos.

Segundo o autor, esses são os fatores que envolvem a estrutura interna, focando em obtenção de resultados e tecnologia para a aplicação da gestão do conhecimento.

Neste post, citaremos modelos de gestão do conhecimento e ensinaremos como aplicá-los nas empresas. Acompanhe!

Veja quais são os modelos de gestão do conhecimento mais aplicados

Existem diversos modelos de gestão do conhecimento que podem ser aplicados nas empresas que foram desenvolvidos por teóricos acadêmicos.

A seguir, listaremos os principais deles, acompanhados de um breve resumo de sua metodologia:

Modelo de Davenport e Pruzak

Esses autores apresentam alguns fatores que precisam ser considerados para que o conhecimento seja utilizado de forma estratégica pelas empresas.

São eles: ter uma cultura voltada para o conhecimento, uma boa infraestrutura técnica, o apoio da gerência e a orientação por processos com clareza de visão e linguagem.

Modelo de Terra

Já Terra propõe um modelo de gestão do conhecimento em que há uma visão multidimensional, em todos os níveis hierárquicos da organização.

Para ele, existem seis dimensões que devem ser seguidas: a visão estratégica da alta administração, a cultura organizacional, a estrutura organizacional, a política de recursos humanos, os sistemas de informações e a mensuração de resultados.

Modelo de Teixeira Filho

Esse outro teórico apresenta a gestão do conhecimento de forma mais simplificada. Para ele, o ato de disseminar informações de maneira estratégica é um fator primordial para que os objetivos da empresa possam ser cumpridos.

O autor ainda diz que o conhecimento está muito associado às ações, de modo que os colaboradores precisam ser intelectualmente qualificados para executá-las. Por isso, investir para que os profissionais se desenvolvam é extremamente relevante para o sucesso.

Modelo de Nonaka e Takeuchi

Esses autores propõem um modelo bastante dinâmico, em que há a interação entre o conhecimento tácito e o explícito. Assim, é requerido um trabalho em equipe com profissionais altamente qualificados, bem como uma boa articulação desse time.

Nonaka e Takeuchi ainda destacam que é importante que as empresas tenham uma figura em seu quadro organizacional que seja responsável pela gestão do conhecimento. Assim, deverá haver um profissional especialista nessa área, com elevado padrão intelectual e comprometimento em utilizar as informações para que a organização cumpra com os seus objetivos de forma plena.

Esses são apenas alguns dos modelos de gestão do conhecimento, pois o tema é bastante trabalhado no meio acadêmico. Por isso, cabe um aprofundamento para os profissionais que desejam saber um pouco mais sobre o assunto.

Saiba como aprender mais sobre os modelos de gestão do conhecimento

Existem cursos de pós-graduação que podem ser feitos por profissionais que desejam se aprofundar sobre os modelos de gestão do conhecimento e as formas como eles devem ser trabalhados nas empresas.

O MBA em Gestão de Negócios da Unisul, por exemplo, conta com um módulo exclusivo sobre Gestão do Conhecimento. Nessa etapa do curso, o aluno estudará os seguintes tópicos:

  • A era do conhecimento;
  • Gestão do conhecimento;
  • Modelos de gestão do conhecimento;
  • Conhecimento tácito e explícito;
  • Aplicação da gestão do conhecimento no cotidiano de uma empresa.

Portanto, se você deseja saber mais sobre os modelos de gestão do conhecimento e conseguir agir de maneira estratégica, não deixe de se informar mais sobre esse interessante MBA.

Acesse nosso site para conhecer o corpo docente, o investimento necessário e as formas de pagamento!