Inúmeros textos, provas, trabalhos e projetos. Essa é a realidade semanal dos universitários por todo o país. E para não ficar atrasado no conteúdo a ser estudado nem correr o risco de deixar de lado outras atividades, é importante que o aluno faça um cronograma de estudos bem detalhado, e assim se dedicar a todas as matérias sem ter que escolher.

Um cronograma permite que você consiga visualizar suas demandas mais facilmente e, assim, otimizar seu tempo e garantir que você não vai terminar a semana e perceber que deixou algo muito importante passar.

As metodologias disponíveis para a criação de um cronograma de estudos são quase infinitas. Mas na hora da escolha você deve prezar por um modelo que se adeque às suas necessidades e realidade. De nada adianta optar por um modelo que fale em 10 horas de estudos diários se você não tem isso tudo disponível, não é mesmo?

Como criar um cronograma de estudos eficiente?

Antes de colocar seu cronograma de estudos no papel (sim, é interessante que você possa visualizá-lo facilmente) é importante que você siga alguns passos:

1. Faça uma avaliação bem minuciosa da sua semana. Quantas horas você tem disponível para estudar? Quais são as atividades que você pratica semanalmente? Quanto tempo você quer reservar para seus amigos e familiares? Uma vez isso bem detalhado, coloque em uma planilha com os horários nos quais você pretende fazer isso. Por exemplo: segundas, quartas e sextas, academia às 19h.

2. Defina qual o melhor horário de estudo para você. Você já percebeu que é mais produtivo à noite do que ao longo da tarde? Então que tal tentar remanejar algumas atividades para que sua noite esteja livre para os estudos? Estabeleça um número máximo de horas para estudo por dia e lembre-se de que pesquisas já mostraram que o máximo de tempo que conseguimos ficar na mesma tarefa com produtividade máxima é cerca de 6 horas.

3. Descreva as matérias que você terá de estudar naquele semestre e analise quais delas irão exigir mais da sua atenção. É bobagem dizer que todas as disciplinas da sua faculdade terão a mesma necessidade de estudo e dificuldade. Por isso, avaliar qual delas você terá de se dedicar já no início poupará tempo e otimizará seus estudos.

4. Use a técnica do ciclo de estudos. Uma das técnicas mais interessantes é a do ciclo de estudos, que é bastante simples, mas tem mostrado resultados incríveis. Ao invés de estabelecer um horário fixo para cada uma das disciplinas que você tem de estudar ao longo da semana, marque no seu cronograma de estudo apenas quanto tempo você pode se dedicar aos estudos em cada dia. Faça uma relação das matérias que você tem e quanto tempo precisa para cada uma delas. Quando você chegar no horário de estudo, veja qual é a próxima disciplina na lista e estude o tempo necessário. A grande sacada deste método é que quando acontece um imprevisto (como uma consulta médica, uma aula extra ou qualquer outra situação) você não perde o dia de estudo daquela matéria. Essa rotatividade de dias e horários também garante que você se empolgue mais para manter o ritmo. Se você preferir não seguir este método, modifique seu cronograma de 15 em 15 dias, ou mensalmente.

Ferramentas para criar um cronograma de estudos

Você pode fazer seu cronograma de estudos da maneira que achar mais eficiente, mas é interessante que ela realmente seja em forma de calendário. Desta maneira as atividades que você tem a realizar todos os dias ficam mais visíveis.

Além dos tradicionais papel e caneta, você também pode utilizar algumas ferramentas para criar o seu cronograma de estudos. Uma dessas possibilidades é através da agenda do Google, que, inclusive, encaminha mensagens de e-mail antes de suas tarefas para avisar.

Outra opção gratuita é a ExamTime. Você insere na plataforma as atividades e o tempo que terá para se dedicar a cada uma delas. Ao final, você recebe relatórios de como foi a sua semana. Assim, pode rever o que não foi bom e buscar pequenas otimizações.

Se você já tem um pouco mais de habilidade, uma excelente alternativa é fazer uma planilha no Excel. Esta ferramenta é uma das mais flexíveis e você pode automatizá-la para a soma de tempos de atividades e, assim, fazer análises de como melhorar a sua agenda semanal. O programa também permite que você imprima sua planilha.

Para facilitar quem está apenas começando neste método de organização, criamos dois modelos de cronograma de estudos. Abra os arquivos em nova aba, salve no computador, imprima e cole na sua geladeira ou em um quadro de estudos. Assim, você deixa seus estudos em dia, sem estresse!