Decidir-se por um curso superior é uma das decisões mais importantes da vida de qualquer pessoa. Para quem opta por estudar gestão da produção industrial, curso voltado à formação de profissionais qualificados para a indústria, o desenvolvimento dos recursos pedagógicos e das tecnologias adicionam mais um elemento a essa decisão: estudar na modalidade presencial ou a distância?

Vale a pena estudar gestão da produção industrial a distância? A resposta é: sim! A qualidade do ensino, o conteúdo a ser ensinado e a carga horária são os mesmos, tanto em curso presencial quanto a distância. Além disso, a validade dos diplomas também é igual.

Sendo assim, o que você deve considerar na hora de escolher são quais características de cada uma das modalidades mais se adequa ao seu gosto e também à sua disponibilidade. Para ajudar, listamos abaixo as diferenças entre as duas metodologias.

Gestão da produção industrial a distância

Como o próprio nome diz, a Educação a Distância (EaD) é uma forma de ensino por meio da qual aluno e professor não precisam se encontrar na mesma hora e no mesmo local para que as aulas ocorram. As atividades acadêmicas são intermediadas com auxílio da internet. Geralmente, apenas algumas provas e encontros costumam ser presenciais.

Em contrapartida, os cursos superiores presenciais exigem que aluno e professor estejam em sala de aula no mesmo horário e local, tanto para a realização das aulas quanto dos trabalhos, provas e esclarecimento de dúvidas. Para quem gosta das atividades coletivas, a vantagem é a companhia dos colegas e ainda a possibilidade de envolvimento com associações de movimentos estudantis, por exemplo.

Fica fácil perceber que os cursos por EaD são mais flexíveis e adaptáveis à rotina do aluno fora da vida acadêmica. Mas isso não significa que é mais fácil se formar em um curso superior à distância do que em um presencial. Para garantir o comprometimento dos alunos com o aprendizado, os cursos à distância costumam exigir a resolução de mais exercícios e a produção de mais textos, para incentivar o estudo.

Se fizermos uma lista, podemos perceber de forma ainda mais clara as diferenças entre as duas modalidades.

Vantagens dos cursos presenciais

  • Trazem o contato e a interação com colegas e professores durante todas as atividades, o que pode ser um incentivo a mais.
  • Permitem a retirada das dúvidas no exato momento em que elas surgem, durante as aulas.
  • As chances de fazer contatos para chances de estágio ou emprego são maiores.
  • A troca de opiniões com colegas e professores agrega valor ao conteúdo ensinado.

Vantagens dos cursos a distância

  • Costumam ser mais baratos.
  • Permitem fazer o próprio horário de estudo.
  • Há a possibilidade de repetir uma aula diversas vezes.
  • Tornam mais fácil passar todo o conteúdo aos alunos, pois não há os imprevistos que ocorrem durante as aulas dos cursos presenciais.
  • São mais focados no conteúdo previsto pela ementa.