Duas das técnicas mais utilizadas na gestão de projetos em TI, elas são distintas, mas não concorrentes. Conheça as diferenças entre as metodologias Scrum e PMBOK.

Quando se fala em gerenciamento de projetos, sempre surge a polêmica sobre qual é o melhor estilo, Scrum ou PMBOK, como se fossem métodos parecidos e concorrentes.

Você sabe quais são as diferenças entre as metodologias Scrum e PMBOK?

De maneira geral, o Scrum é um framework muito utilizado nos projetos de desenvolvimento de softwares e o PMBOK é um guia de melhores práticas de gerenciamento, dividido em grupos e processos. O primeiro é mais ágil e o segundo mais tradicional.

Antes de entrarmos nas diferenças dessas metodologias, compreenderemos o que esses termos significam!

Scrum e PMBOK

Primeiramente, Scrum não é uma sigla. A palavra tem origem na expressão inglesa scrimmage e nem tem uma tradução para a língua portuguesa.

Já o PMBOK é uma sigla e significa Project Management Book Of Knowledge; em português, “Guia do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos”.

Existe um forte debate entre os defensores do Scrum e do PMBOK.

Os primeiros alegam que o PMBOK é burocrático, pesado e focado somente no processo de gerenciamento dos projetos.

Já os mais tradicionalistas afirmam que o Scrum é mais complexo, ao exigir uma disciplina muitas vezes difícil de ser cumprida, além de ser um método para quem tem “preguiça” de controlar os trabalhos.

Na realidade, cada um tem o seu próprio estilo de gerenciamento de projetos e, embora distintos, não são excludentes. Com um bom alinhamento, é possível utilizar as duas metodologias em um mesmo projeto.

Vejamos as principais diferenças entre as metodologias Scrum e PMBOK. Assim, você pode tirar suas próprias conclusões na aplicação de ambas!

Quais são as principais diferenças entre as metodologias Scrum e PMBOK?

Na área de Tecnologia de Informação, o Scrum e o PMBOK são duas das abordagens mais utilizadas em gerenciamento de projetos.

O conhecimento de cada etapa pode ser essencial para o sucesso do seu projeto. Veja na tabela abaixo as principais diferenças entre as metodologias Scrum e PMBOK:

Scrum PMBOK
Planejamento Ocorre em pequenos ciclos, que diminuem a cada etapa. Detalhado do início ao fim.
Equipe Autônoma e independente. Liberdade na tomada de decisões. Pouca autonomia. Reporta ao gerente.
Mudanças Flexível. Admite mudanças até na fase final do projeto. Resistente. Não admite mudanças depois que a primeira fase do projeto foi concluída.
Documentação Poucos documentos requeridos na execução do projeto. Somente documentação que agregue valor ao produto final é considerada. Extensiva e detalhada de cada processo e de todas as áreas de conhecimento. Aprovações formais, assinaturas e minutas de todos os responsáveis.
Escopo Geral e resumido, aprovado já no começo do projeto. As demandas e os detalhes são solicitados a cada avanço do projeto e o cliente entende melhor o produto. Muito discutido, documentado e aprovado logo no começo do projeto. Após a aprovação, geralmente não sofre alterações.
Tempo Cronograma orientado a entregas mensais. Cronograma detalhado do começo ao fim do projeto.
Custo Controle maior por conta da flexibilidade em realizar alterações. Monitoramento das atividades para que não haja alteração dos custos planejados.
Execução Renovada a cada período (semanal, mensal, etc). Boa recepção a mudanças que podem ser programadas para o período seguinte. Deve seguir rigorosamente o planejamento inicial. Para qualquer mudança, é necessário avaliação, aprovação e replanejamento.
Qualidade Programação em pares, desenvolvimento de testes e refatoração. Processos focados em validação, verificação e testes planejados.
Cliente Cliente sempre envolvido. Presença de um representante no mesmo espaço físico da equipe. O maior envolvimento do cliente acontece no começo (validação) e no final do projeto (aprovação).
Comunicação Informal e verbal. Aberta e direta entre a equipe e o cliente. Todas as informações estão claramente disponíveis no local onde a equipe se encontra. Formal e realizada por meio de e-mails, relatórios detalhados e minutas de reunião.
Prioridades Podem ser reformuladas a qualquer momento pelo cliente e inseridas na próxima etapa. São definidas e acertadas no começo do projeto. Dificilmente são alteradas no meio do planejamento.
Aquisição Cliente presente, mudanças de pedidos e poucos documentos torna o processo um desafio. Contrato e escopo bem definidos e documentados. Alto controle.
Integração Plano pode sofrer alteração e atuação facilitadora do gerente de projetos. Plano detalhado e controle total do gerente.
Foco Satisfação do cliente e produto final. Controle e rigor nas etapas definidas de um projeto previamente planejado, executado, organizado e documentado.
Aprendizagem e correções As experiências vivenciadas durante todo o projeto são documentadas e discutidas no final de cada etapa. Se houver necessidade de ajustes na produtividade e qualidade, serão implementadas na etapa seguinte. Experiências são documentadas e correções de desvios são realizadas nas auditorias de qualidade, final de cada etapa ou no final do projeto.

Como você pode perceber, para escolher entre as duas técnicas, é necessário conhecer bem o projeto, principalmente o seu grau de complexidade.

Embora existam diferenças entre as metodologias Scrum e PMBOK, por que não adotar o melhor de cada uma delas e gerar mais valor para o cliente e a equipe envolvidas no projeto?

Não deixe de curtir nossa página no Facebook! Assim, você ficará atualizado sobre o universo do Design de Produto na Era Digital, entre outros temas da área de Sistemas para a Internet.