Aprenda a aplicar os 4ps e prepare-se para elaborar um mix de marketing matador.

De nada adianta abrir uma linha de vendas e ofertar um produto para, de fato, vender. Como as pessoas saberiam, por exemplo, que necessitam da sua solução?

Peter Drucker, o pai da administração moderna, já dizia que “o negócio de uma empresa tem duas e somente duas funções básicas: marketing e inovação. Marketing e inovação produzem resultados; todo o resto é custo. Marketing é a distinta e única função do negócio”.

A máxima de Drucker pode parecer um tanto quanto audaciosa, mas o marketing permeia todas as áreas de uma organização, sendo capaz de promover vendas de forma exponencial.

O que é o mix de marketing?

O marketing é uma potência. Ele é capaz de delinear o mercado, motivar a compra, ajustar o produto, distribui-lo e comunicar que ele existe. Compreendendo sua importância para as organizações, o professor Jerome McCarthy criou o conceito mix de marketing, mais tarde difundido por Philip Kotler.

O mix de marketing nada mais é que a reunião dos quatro fatores básicos conhecidos como 4ps: produto, preço, praça e promoção.

De acordo com o acadêmico André Luiz Martins, deve ser objetivo de todo profissional da área criar um mix de marketing que proporcione maior satisfação do que o de um concorrente.

Na verdade, a grande sacada está no equilíbrio dos 4ps. Não adianta ter promoção de vendas se o produto é inadequado e não resolve o problema do consumidor; tão pouco ter preço, mas pecar na logística e na distribuição (praça).

Entendendo na prática

Nas salas de aula das universidades brasileiras, os professores gostam de ilustrar o 4ps com o case Havaianas. Quando foram lançadas, as sandálias da empresa eram simples, confeccionadas em cores padrões e vendidas em sacos plásticos.

Após o lançamento das Havaianas Top, tudo mudou. Por meio de um design mais elaborado e uma gama de modelos, o produto se tornou mais atrativos para o público.

O mesmo aconteceu com a mudança da praça. Antes, a sandália era vendida em pontos populares e supermercados. Hoje, você encontra Havaianas em quiosques de vendas padronizados em cada canto do país.

Com o reposicionamento da marca, é natural que o preço de venda seja alterado. O destaque dessa estratégia é manter o produto acessível para todos os públicos. Hoje, é possível escolher entre uma Havaiana básica de R$ 14 ou uma metalizada por R$ 129.

Promoção no mix de marketing: uma jogada de mestre

No caso das Havaianas, o branding foi fortalecido por meio de um tom descontraído. Nos anúncios, a ideia de “recuse imitações” foi fortalecida. A autoridade da marca e seu índice de lembrança ganham força de tempos em tempos.

Por isso é que a propaganda é tão fundamental em um negócio. Veja, por exemplo, o Guia Michelin, patrocinado pela marca de pneus, que foi lançado com o objetivo de oferecer informações de qualidade para os motoristas da França. Hoje, esse é o sistema de avaliação mais respeitado na gastronomia – é sinônimo de excelência e qualidade. Você não gostaria que sua marca fosse lembrada da mesma forma?

Kotler define promoção como “qualquer forma paga de apresentação impessoal e de promoção de ideias de serviços por um patrocinador identificado”.

Hoje, temos uma infinidade de meios para promover as vendas: marketing de conteúdo, mídias pagas, mídias off-line, influenciadores digitais e outras. Com uma boa estratégia em mente, que mensure o equilíbrio dos 4ps, é possível vender mais.

Precisa dominar esse assunto para contribuir com a sua organização ou potencializar o seu negócio? Conheça nosso curso de Pós-graduação de Marketing Estratégico. Com ele o seu conhecimento será elevado e você será capaz de estabelecer estratégias com base nos principais conceitos e práticas contemporâneos.