A Engenharia de Requisitos em projetos de Bancos de Dados é a disciplina que traduz para o desenvolvedor tudo que o usuário espera.

Você sabe o que é a Engenharia de Requisitos em projetos de Bancos de Dados? Se já lidou com algo desse tipo, provavelmente passou por problemas de comunicação entre o que os usuários esperam do novo sistema e o que os desenvolvedores efetivamente criam.

A Engenharia de Requisitos surgiu justamente para solucionar esse problema. Ela pode ser definida como uma atividade de tradução. O engenheiro transforma os desejos explícitos e as necessidades do usuário em uma linguagem que o desenvolvedor possa entender para criar o Banco de Dados — ou o software — certo.

O inverso também é verdadeiro: o engenheiro traduz declarações e perguntas de desenvolvedores em um formato que os usuários possam entender e responder. Essa é a essência da Engenharia de Requisitos.

Mas como exatamente funciona a Engenharia de Requisitos em projetos de Bancos de Dados e o que você precisa saber para decidir se essa é a carreira certa para você? Continue lendo e descubra!

O que exatamente é um requisito?

Antes de falar da Engenharia de Requisitos em projetos de Bancos de Dados em si, temos que primeiro responder a uma pergunta básica: o que é um requisito?

Um requisito é:

  • Uma condição ou habilidade que é necessária por um usuário (pessoa ou sistema) para resolver um problema ou atingir uma meta;
  • Condição ou habilidade que um sistema deve cumprir ou possuir para satisfazer um contrato, norma, especificação ou outros documentos estruturados de acordo com fórmulas;
  • Uma representação documentada de uma condição ou propriedade como no ponto 1 ou 2.

A representação documentada de um requisito é mencionada explicitamente porque os requisitos também podem existir inconscientemente ou oralmente. A documentação é um meio para um fim.

O ato de escrever obriga você a fazer formulações exatas e tomar decisões. Também encoraja a discussão e leva à descoberta de contradições. Mal-entendidos não podem ser totalmente evitados, mas sua frequência pode ser reduzida. E isso nos leva à Engenharia de Requisitos.

Então, o que é Engenharia de Requisitos?

A Engenharia de Requisitos refere-se à primeira fase de um projeto de Banco de Dados, antes que qualquer planejamento, codificação, teste ou manutenção real ocorra. O objetivo é criar um documento e um processo iniciais importantes no design.

Em outras palavras, ela determina qual Banco de Dados será produzido. É basicamente a coleta de informações dos requisitos de um cliente ou público-alvo para um sistema, antes que o projeto efetivamente inicie.

As especificações de requisitos também fornecem feedback ao cliente em potencial, dividem os problemas em partes menores e fornecem informações sobre o design real do Banco de Dados.

O cliente terá informações claras com a ajuda de gráficos, fluxogramas, diagramas e tabelas para ter certeza de que o que será produzido atenderá aos seus objetivos. Por outro lado, o desenvolvedor terá a base para assegurar que o produto final sairá de acordo com o esperado.

E a Engenharia de Requisitos em projetos de Bancos de Dados?

Na Engenharia de Requisitos, os engenheiros analisam um conjunto de dados referentes às metas e aos objetivos do software: como ele funcionará e quais são as qualidades das propriedades que deve ter para fornecer os resultados necessários.

Então, eles trabalham a partir desses dados para analisar soluções de codificação específicas que suportam esses resultados.

Elementos de Engenharia de Requisitos em projetos de Bancos de Dados incluem:

  • Solicitação de requisitos, onde uma empresa de software obtém essas informações de um cliente;
  • Verificação de requisitos, onde os engenheiros confirmam que eles são precisos;
  • Gerenciamento de requisitos, que combina processos com o que se espera;
  • Especificação de requisitos;
  • Análise de requisitos.

Normalmente, os desenvolvedores adaptam os requisitos de acordo com as necessidades. Isso significa que muitos estágios acontecem durante as comunicações entre o cliente e a empresa que cria o Banco de Dados.

A Engenharia de Requisitos permite garantir a qualidade do produto e fornece um loop de feedback para o desenvolvedor — para verificar se os requisitos são executáveis ​​individualmente ou se podem ser combinados com outros para uma solução significativa.

A Engenharia de Requisitos em projetos de Bancos de Dados é uma disciplina nova e com expectativa para crescer nos próximos anos. Para não ficar para trás, conheça o nosso curso de especialização agora mesmo!