Você sabe por que a gestão estratégica de custos é tão importante? Descubra aqui!

Tida como um ponto fundamental para o sucesso de um negócio, a gestão estratégica de custos é cada vez mais exigida nas empresas. Trata-se de um conhecimento relevante para profissionais que desejam alcançar posições mais altas ou que querem ter êxito em empreendimentos próprios.

O teórico Eliseu Martins diz que “a classificação de Custos entre Diretos e Indiretos é com relação ao produto feito ou serviço prestado, e não à produção no sentido geral ou aos departamentos dentro da empresa”.

De acordo com essa visão, para definir se um custo é direto ou indireto, deve-se buscar as respostas no próprio serviço ou produto que é vendido.

Assim, um custo direto é aquele que está diretamente ligado à produção de algo comercializado; os que não estão, são indiretos.

Administrar os custos diretos e indiretos é a principal missão da gestão estratégica e é isso que a faz tão importante. Para executá-la, porém, é preciso conhecer alguns conceitos, que serão listados a seguir.

Conceitos relevantes para desenvolver a gestão estratégica de custos

Métodos de custeio

Quem faz a gestão estratégica de custos de uma empresa precisa conhecer e saber aplicar diferentes métodos de custeio. Isso se justifica pelo fato de cada organização ser única e, portanto, o método aplicado em uma pode não ser o mais indicado para outra.

Existem métodos como custeio por absorção, custeio variável e custeio ABC, entre outros.

Inventário

Um inventário é um trabalho em que se faz um mapeamento de todos os materiais, recursos e equipamentos que uma empresa possui. Convém fazer esse levantamento periodicamente para otimizar os processos produtivos.

Margem de contribuição

A margem de contribuição é o valor em dinheiro que sobra da receita após a venda de um produto. O profissional especializado em gestão estratégica de custos deve saber calcular essa margem, bem como desenvolver táticas para aumentá-la sem que o produto vendido perca qualidade.

Ponto de equilíbrio

Esse conceito demonstra a quantidade que uma empresa precisa vender para cobrir o custo das mercadorias vendidas. Ao atingir esse ponto, ela não tem lucro ou prejuízo. Por isso, as vendas precisam atingir valores maiores que o ponto de equilíbrio.

Determinantes de custos

Os determinantes de custos são fatores que definem uma estrutura das empresas. A tecnologia, o nível de utilização de capacidade, o escopo, a mão de obra e a manutenção de maquinário, entre outros fatores, devem ser levados em consideração. O gestor da área deve ter conhecimento sobre todos esses determinantes e aplicá-los em seu dia a dia.

Produção em massa e customização de produtos

Os produtos produzidos em massa geralmente demandam menos tempo de produção e recursos que os customizados. É por isso que eles podem ser vendidos, na maioria das vezes, por um valor menor.

Essa relação deve ser avaliada pelo gestor estratégico de custos, que precisa decidir em que situações vale a pena customizar um produto e em quais é mais vantajoso seguir apenas com o processo padronizado.

Preço de transferência

É chamado de preço de transferência o valor cobrado por uma empresa quando ela vende produtos ou serviços que são de sua propriedade intangível, como o caso de patentes, por exemplo. Essa prática também precisa ser feita de maneira estratégica.

Gestão de custos na atividade pública governamental

Por estar lidando com o dinheiro do povo, os gestores de custos em órgãos governamentais precisam ter ainda mais cuidado que os de empresas do setor privado.

É imprescindível, por exemplo, que tudo seja feito com transparência e que os investimentos sejam realizados de acordo com os valores arrecadados — na maioria das vezes, por impostos.

Esses são apenas alguns dos conceitos que justificam a importância da gestão estratégica de custos. Para conhecer outros e aprofundar esses que apresentamos, é interessante fazer um curso especializado na área.

A pós-graduação em Planejamento Tributário e Governança Corporativa da Unisul pode ser útil nesse sentido. Para conhecer mais sobre esse curso, basta escolher a cidade onde deseja cursá-lo: Florianópolis ou Tubarão.