Podemos dizer que a principal palavra no mundo empresarial é “sustentabilidade”. Com a expansão da internet e a facilidade de informação, a visão do consumidor mudou: o cuidado com o meio ambiente se tornou um dos critérios para decisão de compra.

Mas qual é o papel do profissional de logística nesse novo cenário? A logística, assim como outros setores, precisa se adaptar à ideia de consumo consciente de recursos?

Atualmente, nadar contra a maré da sustentabilidade é, praticamente, decretar a falência antecipada de um empreendimento. É preciso entender e conhecer as melhores práticas para desenvolver os processos dentro das perspectivas esperadas.

É nesse momento que o papel do profissional de logística se torna crucial.

Entendendo a sustentabilidade empresarial

De forma direta, sustentabilidade é o termo que se refere ao projeto e execução de atividades que conseguem suprir as carências do homem ao mesmo tempo em que não comprometem os recursos naturais.

Em outras palavras, a sustentabilidade é uma forma inteligente de utilizar os recursos naturais sem agredir ou destruir o meio ambiente, preservando esses bens para gerações futuras.

Por sua vez, a sustentabilidade empresarial é, basicamente, quando o consumo e o respeito ao meio ambiente são promovidos em nível organizacional.

Ou seja, para que uma organização seja creditada como sustentável, é necessário que ela desenvolva ações éticas e práticas visando seu crescimento, mas sem agressões ao meio ambiente ou impedimentos ao progresso da sociedade.

O papel do profissional de logística nesse novo cenário

A sustentabilidade ganhou força quando cientistas passaram a divulgar estudos sobre o consumo desenfreado dos recursos naturais. Algumas pesquisas apontaram que, no ritmo atual, seriam necessárias três Terras para suprir as carências do homem.

Quando se fala em agressão ao meio ambiente e risco de escassez de recursos, naturalmente a culpa maior recai sobre as grandes indústrias. Isso é um fato.  Então, os olhos do mundo se voltaram para as grandes marcas e suas formas de trabalho.

Sendo assim, em um cenário onde a preocupação com os recursos naturais é cada vez maior, as empresas precisam contar com profissionais preparados, dotados de visão e conhecimentos para manter a produtividade ao mesmo tempo em que a alinha com parâmetros de sustentabilidade.

Mas o que a logística tem a ver com tudo isso? E qual o papel do profissional de logística no processo?

Da matéria-prima à distribuição

A logística tem participação primordial nessa adaptação. Sendo a função que abrange atividades relacionadas diretamente com o meio ambiente, como movimentação de matérias-primas, ela pode ser o pontapé inicial para uma mudança efetiva.

É por isso que o perfil buscado pelas empresas hoje é diferente daquele de alguns anos atrás. O papel do profissional de logística, atualmente, não se limita apenas à busca por materiais e fornecedores baratos; é preciso entender de sustentabilidade e consumo consciente.

Além disso, a logística atual participa ativamente do ponto inicial ao ponto final da produção de um produto. E o fim não acontece quando o item chega ao consumidor, pois a logística reversa garante uma destinação correta ao produto após a utilização.

A logística reversa

Segundo a Lei 12.305/2010, logística reversa é o conjunto de ações adotado por uma empresa para viabilizar a coleta dos resíduos sólidos de volta ao setor empresarial, com a intenção de reciclagem, reaproveitamento ou destino ambientalmente correto.

Por exemplo, quando a Coca-Cola recolhe latinhas de refrigerantes usadas ou a Pepsico coleta as embalagens vazias de salgadinhos, isso faz parte da logística reversa.

Claro, no Brasil existe a lei que obriga as grandes empresas a praticarem essa atividade. Porém, as organizações entenderam que os benefícios da logística reversa vão muito além de um simples cumprimento de norma.

Naturalmente, o papel do profissional de logística se torna essencial nesse ponto. Com a logística reversa fazendo parte do planejamento, as empresas obtêm benefícios como:

  • criação de uma imagem sólida perante o mercado;
  • melhorias nos processos produtivos;
  • desenvolvimento de ações de marketing voltadas à logística reversa;
  • maior qualidade nos produtos;
  • fortalecimento das relações com fornecedores e clientes.

Em suma, sendo a preocupação com o meio ambiente um dos critérios mais importantes para parceiros e clientes, o papel do profissional de logística ganha destaque em termos de assertividade. Cada vez mais as empresas necessitarão de colaboradores preparados e com visões que se encaixem nas perspectivas do consumo consciente de recursos naturais.

Entendeu o papel do profissional de logística nesse novo cenário? Então compartilhe esse post nas suas redes sociais e espalhe o conhecimento!

Para concluir: que tal conhecer o nosso e-book sobre cadeias logísticas orientadas para a sustentabilidade? Acesse aqui o material!