Para entender melhor o cliente e gerar mais vendas, é essencial aumentar a sinergia entre marketing, negócios e TI. Aprenda como fazer isso na sua empresa!

Atualmente, os dados têm o potencial de mudar sistematicamente qualquer tipo de negócio. Embora possa parecer que muitas empresas já tenham entendido isso, o que vemos na prática é que esse ainda não é bem o caso.

Essa realidade que ainda deixa muito a desejar, fica mais clara quando avaliamos a sinergia entre marketing, negócios e TI. É muito comum vermos empresas em que esses departamentos não trabalham em sintonia e a grande pergunta é: por que deveriam?

A verdade é que a sinergia entre marketing, negócios e TI pode trazer diversos benefícios, especialmente quando consideramos o poder dos dados.

Para provar isso, abaixo explicaremos melhor quais as vantagens dessa parceria, como ela acontece e o que você pode fazer para colocá-la em prática. Acompanhe!

O cenário atual entre marketing, negócios e TI

Embora o departamento de marketing seja encarregado de fornecer uma interação mais rica entre a empresa e os clientes, a realidade é que ele ainda não usa todo o potencial que a tecnologia oferece para atingir esse objetivo.

Para ajudar você a entender melhor como o marketing lida com isso e por que o departamento de TI precisa colaborar, imaginaremos um cenário.

Atualmente, um consumidor pode interagir com uma empresa por diversos canais. Telefone, redes sociais, aplicativos… Seja qual for, cada uma dessas interações gera dados que, quando analisados, podem fornecer informações cruciais para e sobre o negócio.

Quem são esses consumidores, quais são suas preferências e como eles preferem comprar são só algumas das perguntas que devem ser respondidas para que as vendas possam melhorar.

Contudo, com o aumento dos canais de interação e a globalização, também aumenta a quantidade de dados que uma empresa coleta, tornando humanamente impossível avaliar tudo manualmente. É aí que as áreas de negócios e tecnologia entram.

A importância da TI para marketing e negócios

Segundo um estudo da Gartner, 22% dos gastos da área de marketing foram direcionados para investimentos em tecnologia em 2017. Esse número é bastante significativo!

Nesse momento, você pode se perguntar por que os profissionais de marketing gastam tanto em tecnologia. Há uma razão simples para isso: eles não têm escolha.

A tecnologia é uma pedra angular para o departamento de marketing porque ele é pressionado a entender intimamente seus clientes para melhorar o relacionamento.

Como você deve imaginar, aumentar a sinergia entre marketing, negócios e TI é um pouco complexo. Mas o que exatamente isso envolve? Daremos uma olhadinha logo a seguir.

Existem dois componentes principais da sinergia entre marketing, negócios e TI, sendo:

1. Sistema de registro de vendas

O primeiro é o sistema de registro. Para criar perfis no nível do cliente individual, o marketing precisa investir em várias maneiras de coletar informações.

Isso pode vir na forma de sistemas de gestão de relacionamento com o cliente (CRM), plataformas de gerenciamento de dados (DMP) e outras ferramentas de automação.

2. Soluções operacionais de marketing

O segundo componente principal é um pouco mais complexo. Para aproveitar essas informações do cliente e transformá-las em ações, o profissional de marketing precisa de uma grande quantidade de soluções pontuais para executar os esforços da área.

Como ele busca produtos focados em apenas um problema, isso significa que a pilha de soluções continua a crescer para atender às necessidades do departamento. Não é incomum encontrar setores que usam mais de duas dezenas de sistemas para executar suas tarefas diárias.

O problema da falta de sinergia entre marketing, negócios e TI

O que você deve ter em mente é que cada uma dessas soluções pontuais tem sua interface de usuário e suas funções, o que pode ser útil para entender melhor se os esforços do departamento de marketing são bem-sucedidos ou fracassados.

Há apenas um problema. Se os profissionais de marketing tiverem dezenas de sistemas de origem, a reunião dessas informações pode ser difícil — e, é claro, isso pressupõe que a equipe saiba o que deseja reunir e possa decifrar o que é simplesmente ruído do que é realmente importante.

Embora partes dessa pilha de sistemas possam ser conectadas nativamente, não significa que estejam ligadas para análise inteligente dos dados.

Ou seja, para aproveitar ao máximo essa informação, é necessário combinar vários pontos de dados. Assim, os profissionais de marketing podem entender como se saem com os clientes em um nível micro e não apenas macro.

Sem o apoio da TI, muitos profissionais confiam em soluções pouco práticas, como a inclusão de numerosos dados em planilhas do Microsoft Excel. Contudo, você pode imaginar o trabalho que é coletar manualmente pontos em documentos complexos.

Em suma, é preciso aumentar a sinergia entre marketing, negócios e TI, especialmente por meio do Business Intelligence.

Em nosso post sobre como o Business Intelligence e o Big Data geram valor para as empresas você aprende mais sobre a aplicação dessas estratégias.

Gostou deste post? Compartilhe-o com seus amigos em suas redes sociais!