Entenda quando e como a realização de perícias acontece nas empresas para garantir a segurança do trabalho!

A realização de perícias em segurança do trabalho é importante para garantir a saúde e a proteção dos colaboradores das empresas. Esse serviço é feito pelo técnico da área, que precisa cada vez se qualificar mais para alcançar boas colocações no mercado.

Apesar de ser muito importante, ainda é comum vermos profissionais nas empresas que tenham dúvidas sobre a realização de perícias. Foi por isso que desenvolvemos este post, que explicará como o processo deve ser feito nas organizações, bem como as exigências que os profissionais do setor precisam cumprir e outras questões acerca do assunto.

Siga conosco e confira nos tópicos a seguir!

Quais são as exigências para um profissional atuar na realização de perícias?

Para trabalhar como perito na Justiça do Trabalho, é preciso que o profissional tenha formação superior em Engenharia ou Medicina e tenha realizado curso de pós-graduação em Segurança do Trabalho.

Profissionais com formação técnica na área de segurança trabalho também podem atuar nas empresas como assistentes técnicos.

Assim, eles podem fazer a emissão de laudos internos da empresa e contestar peritos em ações judiciais, por exemplo.

O mercado cresce nessa área, pois cada vez mais as empresas precisam prestar contas para cumprir as legislações, fazendo-se necessária a presença desses profissionais em seus quadros.

O que são perícias de segurança do trabalho?

As perícias de segurança do trabalho, na maioria das vezes, são solicitadas por juízes que julgam ações trabalhistas ou que investigam acidentes nas empresas.

Assim, os peritos precisam visitar as organizações e avaliar as condições a que os trabalhadores são submetidos, a infraestrutura da empresa, o cumprimento às leis, as normas e as portarias que regulamentam a segurança do trabalho, etc.

Após essa avaliação, os peritos fazem a emissão de relatórios, que darão subsídios para que os juízes tomem as medidas cabíveis e condenem ou não a empresa.

Quais são as etapas de uma perícia de segurança do trabalho?

De maneira geral, as perícias de segurança do trabalho são realizadas em três etapas.

São elas:

  1. notificação: ocorre quando o colaborador que se sente lesado cobra seus direitos por via judicial e o juiz do trabalho exige uma perícia na empresa. Assim, a organização é notificada sobre a visita do perito;
  2. levantamento de campo: em sua ida até a empresa, o perito analisa todas as condições de trabalho da organização. O profissional tem total liberdade para avaliar qualquer setor e atividade na sede da empresa;
  3. elaboração do laudo: essa é a última etapa do processo de perícia, na qual o perito faz um relatório de tudo o que observou na empresa visitada e dá o seu parecer.

Em que casos os juízes solicitam uma perícia de segurança do trabalho?

As perícias são solicitadas pelos juízes do trabalho quando trabalhadores que foram demitidos ou ainda trabalham na organização relatam exposição a situações de insalubridade e periculosidade.

Também podem ser solicitadas vistorias quando o colaborador solicita aposentadoria especial ou acidentária, por conta de situações ocorridas na empresa.

Entender como funciona a realização de perícias na área de segurança do trabalho é extremamente relevante para quem deseja seguir carreira, sendo necessário buscar por um conhecimento aprofundado.

A especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho da Unisul tem uma unidade de aprendizagem exclusiva para tratar desse assunto. Nessa disciplina, o aluno aprende a fazer vistorias e elaborar laudos, tornando-se apto para trabalhar como perito ou assistente técnico.

Para mais informações sobre o curso, como o quadro de professores, a grade curricular e o valor a ser investido, entre outros, acesse o nosso site!