Saiba quais são as métricas de marketing digital que realmente indicam o sucesso das suas ações!

Hoje vamos falar de métricas de marketing digital. Se você não sabe o que realmente avaliar para medir o sucesso ou não de suas ações, esse post é perfeito para você!

Precisamos entender o objetivo da ação para avaliar corretamente as métricas de marketing digital. Só assim será possível criar um funil de vendas adequado.

Guia completo de métricas de marketing digital

Imagine uma loja física que tenha alguns anos de mercado e seja conhecida por qualidade de seus produtos, bom atendimento e preços baixos, mas que demorou para se atualizar e ainda não tem uma forte presença digital.

A marca contrata um especialista em marketing digital e pede para ele que elabore um diagnóstico para entregar à presidência.

O especialista constata que:

  • O site é antigo e não gera leads;
  • O site tem poucos acessos, pois a frequência de atualização é baixa;
  • A empresa não tem um blog;
  • A empresa tem uma presença fraca nas mídias sociais;
  • A empresa não envia e-mail marketing.

Agora, com base nesse cenário, analisaremos as métricas de marketing digital adequadas para cada canal:

Métricas para site e blog

O especialista viu que o site era antigo e não gerava leads, por isso a primeira ação dele foi refazer tudo. Agora a página é super atual e se adapta a qualquer tamanho de tela.

Também tem um e-commerce e é possível comprar online sem nenhum problema, tanto pelo celular quanto pelo desktop.

Além do e-commerce, o especialista criou um blog e começou a investir em conteúdo, com um post por dia.

Após três meses, o que deve conter no primeiro relatório desse especialista para a presidência da empresa?

Veja:

  • Número de vendas no e-commerce e valor em R$ ou ticket médio;
  • Taxa de conversão;
  • Número de leads gerados.

Essas métricas de marketing digital são as principais para que qualquer presidente entenda o resultado dos seus investimentos.

Se o site não gerava vendas, basta para o presidente saber esse número. Também é importante ele entender a taxa de conversão. Ou seja: é preciso montar um funil de marketing.

Para fazer isso, é necessário saber número de acessos, leads e vendas. Dessa forma, o especialista conhece a taxa de conversão do e-commerce.

Colocamos a taxa de conversão do e-commerce primeiro pois, a princípio, não precisamos gerar leads, certo?

Mas imagine que a loja virtual seja com foco no consumidor final e para os revendedores ou representantes seja criada uma landing page onde eles podem demonstrar interesse em adquirir uma coleção que será lançada em breve. Aí se justifica você apresentar o número de leads.

Métricas para mídias sociais e Adwords

O especialista começou a divulgar os conteúdos do blog nas mídias sociais e fazer lives no Instagram e no Facebook.

Ele também começou a investir em Social Ads e Adwords.

Que métricas ele deve apresentar para a presidência depois de três meses de trabalho? Número de seguidores no Instagram e curtidas no Facebook? Engajamento de post? Nada disso!

Ele só precisa mostrar:

  • Número de vendas no e-commerce por meio das mídias sociais, valor em R$ ou ticket médio;
  • Custo por venda;
  • Custo por lead.

É isso que a presidência de uma empresa que investe em marketing digital precisa saber.

Agora, para a gerência ou equipe de marketing, ele deve mostrar:

  • Os posts que tiveram mais engajamento, organizados por categorias (frases, datas comemorativas ou produtos);
  • Posts que geraram mais cliques ou acessos no e-commerce;
  • Views por vídeo;
  • Tempo de visualização de cada vídeo;
  • Qual post ou categoria gerou mais vendas.

Com essas métricas, é possível entender o resultado da produção de conteúdo; o que vai bem e o que precisa melhorar.

Nem todas as métricas de marketing digital devem ser mostradas para a presidência. Algumas se discutem apenas com a equipe.

Métricas de e-mail marketing

Aqui é a mesma coisa. Se antes o canal não existia, as únicas métricas adequadas para mostrar para a presidência são:

  • Número de vendas por meio do e-mail, valor em R$ ou ticket médio;
  • Número de leads.

Agora, se houver uma equipe que cuide de e-mail marketing ou uma possibilidade de venda direta no site/e-commerce, é preciso analisar questões mais específicas desse canal:

  • Taxa de entrega;
  • Taxa de abertura dos e-mails;
  • Taxa de cliques;
  • Taxa de bounce (soft+hard).

É assim que se deve fazer todas as análises de métricas em marketing digital: olhando sempre para o resultado financeiro de cada canal.

A presidência não quer saber o número de curtidas em uma rede social ou a taxa de engajamento. É responsabilidade da equipe de marketing melhorar esses números para potencializar a performance do funil.

Toda campanha de marketing digital deve acontecer por três motivos:

  1. aumentar as vendas;
  2. reduzir o custo de aquisição de clientes;
  3. melhorar a imagem da marca ou alcançar novos públicos.

E é assim que você deve analisar as métricas de marketing digital.

Esperamos que esse post tenha clareado sua visão. Já adiantamos que o assunto é polêmico, pois existem muitos presidentes que não entendem as métricas de marketing digital e pedem informações desnecessárias. Agora você já pode enviar esse guia para eles!

Conheça agora os cursos de especialização da Unisul em Gestão de Mídias Sociais e Marketing Digital e de Marketing Digital e Comércio Eletrônico, as melhores opções do mercado para ter uma formação completa e sucesso na sua carreira!